Os 5 papéis mais marcantes de Al Pacino

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ator volta aos cinemas nesta semana com "O Último Ato"; relembre os melhores papéis da carreira

Em cartaz no Brasil, "O Último Ato" tem Al Pacino no papel de Simon Axler, ator consagrado que, aos 65 anos, sente que perdeu a capacidade de interpretar.

Leia mais: Os 13 carros mais legais da cultura pop
Incansável, Jessica Chastain é uma das atrizes mais prolíficas de Hollywood

Aos 74, Pacino é considerado um dos melhores atores de sua geração. Conhecido pelo trabalho no cinema, no teatro e na televisão, o nova-iorquino descendente de italianos coleciona prêmios desde a estreia nos palcos, em 1967, com a peça "Awake and Sing!".

Al Pacino interpretou Michael Corleone na trilogia 'O Poderoso Chefão'. Foto: DivulgaçãoAl Pacino como Tony Montana em 'Scarface'. Foto: DivulgaçãoAl Pacino como Sonny Wortzik em 'Um Dia de Cão'. Foto: DivulgaçãoAl Pacino como o personagem título de 'Serpico'. Foto: DivulgaçãoAl Pacino interpretou o coronel Frank Slade em "Perfume de Mulher". Foto: Divulgação


Nos cinemas, a estreia aconteceu em 1969, com uma pequena participação no filme "Uma Garota Avançada". A atuação em "Os Viciados", de 1971,  chamou a atenção do diretor Francis Ford Coppola - com quem o ator trabalharia na trilogia "O Poderoso Chefão".

Para celebrar o talento de Pacino, o iG ON relembra 5 de seus papéis mais marcantes:

Michael Corleone - trilogia "O Poderoso Chefão" (1972, 1974 e 1990)
Pacino interpreta o filho mais novo do mafioso Don Vito Corleone (Marlon Brando), que no início tenta manter distância dos negócios ilícitos do pai, mas depois precisa assumir o cargo de chefe da familía. Michael acaba se tornando um 'Don' mais frio e implácavel do que o pai, ainda que lute para legalizar os négocios em que está envolvido. Pacino foi indicado ao Oscar por sua atuação nos dois primeiros filmes.

Al Pacino como Tony Montana em
Divulgação
Al Pacino como Tony Montana em "Scarface"

Tony Montana - "Scarface" (1983)
Brian de Palma dirige este remake do clássico de 1932. Cubano refugiado em Miami, Tony Montana cria sua fortuna por meio de crimes e tráfico de drogas, mas entra em conflito com seu fornecedor sul-americano, Sosa. A cena em que Montana troca tiros com os capangas de Sosa ficou famosa tanto pela violência quanto pela fala de Tony: "Say hello to my little friend!".

Sonny Wortzik - "Um Dia de Cão" (1975) 
Neste filme de Sidney Lumet, Pacino interpreta Sonny Wortzik, que pretende assaltar um banco com três amigos. O crime acaba dando completamente errado, e desde a mãe de Sonny até sua amante transexual acabam envolvidas. Pacino foi novamente indicado ao Oscar de melhor ator pelo trabalho.

Frank Serpico - "Serpico" (1973)
Outro trabalho de Pacino com Lumet, foi baseado em história real. O ator interpreta um policial honesto de Nova York que vê seus colegas se virarem contra ele conforme revela casos de corrupção e má conduta dentro da própria organização. O filme rendeu ao Pacino mais uma indicação ao Oscar.

Tenente Coronel Frank Slade - "Perfume de Mulher" (1992)
Pacino interpreta um militar aposentado cego que contrata o estudante Charlie Simms para acompanhá-lo em uma viagem a Nova York. Depois de realizar alguns desejos, Slade pretende se matar. O drama finalmente deu um Oscar a Pacino.

Siga as redes sociais do ON:

Curta a página do ON no Facebook

Acompanhe o ON no Google+

Siga o ON no Twitter

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas