"Piaf! O Show" volta a São Paulo para duas sessões extras

Por Gustavo Abreu , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

“Nunca termino um show sem chorar”, diz cantora. Espetáculo foi baseado no longa que deu o Oscar a Marion Cotillard

Acontece em São Paulo na sexta-feira (22) e no sábado (23) as duas sessões finais de “Piaf! O Show”, espetáculo musical sobre a vida de Edith Piaf, a cantora mais importante na história da música francesa. Esta é a 3ª passagem do musical pela capital paulista, depois de 25 sessões, a maioria delas esgotada, no Rio, Porto Alegre, BH e Curitiba. As apresentações acontecem no Teatro Bradesco com ingressos de R$ 100 a R$ 240.

Leia mais: Reese Witherspoon vai interpretar a fada Sininho em novo live-action
Maggie Gyllenhaal, 37, considerada "velha" para ser par romântico de ator de 55

Divulgação
"Piaf! O Show" tem sessões extra em São Paulo nesta sexta (22) e sábado (23)

Baseado no filme “Piaf - Um Hino ao Amor”, que deu o Oscar de melhor atriz a Marion Cotillard, o espetáculo foi concebido para celebrar o centenário da cantora, cujas comemorações terminarão em dezembro, em Paris.

À frente de “Piaf! O Show” está a cantora Anne Carrere interpretando os maiores sucessos da diva francesa. O espetáculo é dividido em dois: no primeiro ato, o público é levado a Montmartre dos anos 1930, quando Piaf cantava em bares para sobreviver; e na segunda, ao palco do Olympia, teatro parisiense onde Piaf fez um de seus shows mais icônicos.

Anne Carrere à frente de
Divulgação
Anne Carrere à frente de "Piaf! O Show"

Ao iG, por e-mail, Anne Carrere falou sobre o desafio de interpretar uma das vozes mais conhecidas da música mundial. “Nunca consigo terminar um show sem chorar”, disse. Leia a entrevista na íntegra:

iG: Como a Edith Piaf te influenciou como cantora?
Anne Carrere: Quando era criança, eu escutava as músicas dela com a minha avó. Eu considero que cresci com a voz dela, e ela é parte da minha vida. Desde que me tornei cantora profissional, sempre cantei músicas de Piaf. Eu a amo e tento ser tão forte na minha vida como ela era.

iG: Qual é sua música favorita dela?
Anne Carrere: “Hymne à L’amour”. As letras e a música são tão fortes que eu nunca consigo terminar um show sem chorar. E a plateia chora comigo, é um momento muito emocionante do show.

iG: Para você, qual o maior legado de Piaf ao mundo como cantora e mulher?
Anne Carrere: Seu maior legado são as 400 músicas. Todas são incríveis e a maior famosa em todo o mundo foi “La Vie En Rose”. Como mulher, o temperamento inacreditável que ela tinha. Ela nunca desistiu da vida, até seus últimos momentos. É um exemplo para mim.

Cena do filme  “Piaf - Um Hino ao Amor” com Marion Cotillard, que inspirou o espetáculo
Divulgação
Cena do filme “Piaf - Um Hino ao Amor” com Marion Cotillard, que inspirou o espetáculo

iG: Como você foi escolhida para esse papel?
Anne Carrere: Em 2014, o [diretor] Gil Marsalla estava produzindo um outro show, que esperamos poder trazer ao Brasil em breve, o “Paris! O Show”. É um musical de comédia com as melhores músicas francesas. Eu fiz um teste para o papel de Edith Piaf e acabei fazendo três shows com ele em 2014, foi um sucesso. O Gil me disse: “eu quero fazer o aniversário de 100 anos de Edith Piaf com você.” Começamos a trabalhar muito para ficar prontos e fizemos a primeira apresentação em Nova York, em janeiro. Agora temos uma turnê de 120 shows em todo o mundo. Eu nem acredito que as coisas estejam acontecendo tão rápido. É como um sonho virando realidade.

iG: Como foi a preparação para o papel?
Anne Carrere: Preparamos o show por um ano. Trabalhamos muito, ouvimos as 400 músicas, e escolhemos as melhores, ensaiamos com os músicos, diretor, assisti ao filme “Piaf - Um Hino ao Amor” dez vezes. Também, mais importante, conhecemos as pessoas ainda vivas que conheceram Piaf, como Germaine Ricord [melhor amiga de Piaf].

iG: De que maneira a peça é diferente do filme?
Anne Carrere: A Marion Cotillard é uma atriz excelente, mas não é cantora; e eu não sou atriz mas sou cantora. Porém ambas somos apaixonadas e temos muito amor por Piaf. Espero que minha performance tenha o mesmo nível musical de Piaf, assim como Marion fez uma grande interpretação nesse premiado filme.

SERVIÇO
“Piaf! O Show”
22/05 e 23/05
Teatro Bradesco (Rua Turiassú, 2100)
Ingressos de R$ 100 a R$ 240

Leia tudo sobre: edith piaf

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas