"É para quem fecha os olhos e dança", diz Tulipa Ruiz sobre novo disco

Por Caio Menezes , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Hit nas plataformas de streaming e até na novela "Verdades Secretas", "Dancê" já é um dos pontos altos da carreira da cantora: "Torço por uma coleção de momentos especiais"

Ainda faltam cinco meses para o fim do ano, mas já é seguro dizer que Tulipa Ruiz fez um dos melhores discos nacionais de 2015. No recém-lançado "Dancê", seu terceiro álbum, a cantora paulista explora sons mais dançantes, acerta a mão nos ritmos e timbres e presta uma homenagem a seu público.

Leia mais - Céu, Tulipa Ruiz e Lira levam multidão a festival no litoral de São Paulo
"Não quero ser lembrado apenas por isso", diz cantor sobre sucesso da banda fun.

Com
Divulgação/Rodrigo Shimidt
Com "Dancê", Tulipa Ruiz homenageia quem "fecha os olhos e dança"

Diferente dos dois álbuns anteriores e principalmente dos hits "Efêmera" e "Só Sei Dançar Com Você", os mais famosos da cantora, "Dancê" é quase um míssil teleguiado para um público específico. "Eu admiro muito gente que tem a liberdade de fechar os olhos e dançar quando está tocando um som, fiz esse disco para essas pessoas", disse a artista em entrevista ao iG logo após show no Vento Festival, em Ilhabela, litoral de São Paulo.

Tulipa Ruiz em show no Vento Festival
Divulgação/Marcelo Oséas
Tulipa Ruiz em show no Vento Festival

Para entregar esse disco dançante e diferente, a cantora caiu de cabeça na produção: ficou 15 dias isolada em um sítio com a banda, fazendo música dia e noite.

"Eu nunca tinha feito isso e foi delicioso fazer uma imersão profunda da banda", explicou, contando que muitos elementos marcantes do álbum, como os arranjos de metais, surgiram naquele período. "A gente gravou bem rápido e eu curti muito".

O bom resultado do disco foi quase imediato: assim que lançado, "Dancê" recebeu avaliações positivas de todos os lados e isso é refletido nos shows de Tulipa.

"É muito legal quando a gente chega num lugar com um disco que acabou de ser lançado e as pessoas já estão cantando as músicas", disse a cantora. "É legal ver que não importa quão longe você vá, isso continua acontecendo".

Tanto sucesso pode ter duas explicações: a popularização quase imediata da música de abertura do álbum, "Prumo", que virou tema do personagem Visky em "Verdades Secretas"; e a instantânea divulgação do disco nos principais serviços de streaming do País: só no Spotify, o single "Proporcional", o primeiro de "Dancê", já tem mais de 100 mil execuções.

Sobre o novo mercado de música digital, Tulipa vê a novidade com bons olhos. "Eu acho muito prático, ultimamente tenho consumido música assim", afirmou a cantora. Mas sua relação como artista com os serviços de streaming ainda é um pouco nebulosa. "A gente ainda precisa entender como vai ser no sentido de direitos autorais, na remuneração disso tudo", disse. "Os artistas não sabem e a indústria ainda está entendendo a monetização desse novo jeito de curtir música"

Com um disco elogiado, música em novela da Globo e agenda de shows lotada, Tulipa Ruiz passa por um dos melhores momentos de sua carreira, mas é cautelosa quanto a tudo que vem acontecendo. "Não sei se estou no melhor momento da minha vida", disse. A cantora prefere enxergar o sucesso que alcançou neste ano como mais um bom momento de seu trabalho. "Eu torço para que eu tenha uma coleção de momentos especiais e o 'Dancê' é mais um desses momentos", finalizou.

Leia tudo sobre: tulipa ruizmúsica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas